Dicas de Viagem: Santiago

Aqui começo mais uma dica de mochilão. Esse post sera um compilado de viagens realizadas entre 2005 e 2014. As companhias aéreas escolhidas foram TAM e Gol. Algumas saindo Recife, com escala em Guarulhos e outras partindo de São Paulo. Inicialmente a ideia de ir ao Chile era para conhecer e se divertir na neve. Com o tempo, percebe-se a quantidade de coisas legais que podem ser feitas por la e a neve e mais uma delas, porem, sem sombra de duvida, e muito bom aproveitar todos os prazeres esportivos proporcionados por esse gelinho que cai do céu.
A chegada em Santiago é belíssima. Dependendo do horário da viagem, e possível ver da janela algumas montanhas cobertas por neve. Inclusive a tripulação avisa que e hora de apertar os cintos, pois a aeronave estará sobrevoando o Aconcágua, o ponto mais alto do hemisfério sul.
Chegando ao aeroporto de Santiago, pega-se um táxi amarelo e preto, que cobra em dólares ou em pesos chilenos para levar até o hotel. O preço gira em torno de US 20.00 até o centro de Santiago. Se preferir usar translado ônibus, existe uma companhia bem conhecida chamada Transvip, que cobra algo como US 3.00.

Se quiser ficar hospedado num lugar com uma atmosfera jovem e divertida, além de sempre poder contar com companhia para suas empreitadas, sugiro o simpático HI Santiago, que fica na Calle Cienfuegos 151, e pertinho da estação de metro Los Heroes. O albergue é super organizado, com banheiros e quartos limpos, lockers em cada quarto (você precisa ter seu cadeado) e café da manhã básico. As diárias são a partir de US 30.00 e vai depender do tipo de acomodação que você vai querer. Existem quartos compartilhados, quartos privados com ou sem banheiro. Dentro do albergue há uma agência de viagens, onde você pode comprar pacotes para visitar vinícolas, Valparaíso, Viña del Mar, os centros de esqui ou até mesmo a cidadezinha de San Pedro do Atacama, no meio do deserto. Existem opções de passeios à cidade de Mendoza, na Argentina.

Outra opção de acomodação, caso você faça um estilo mais independente e prefere seu canto ou ainda está afim de privacidade por estar viajando em casal, sugiro o RQ Apartments Tobalaba ou alugar um apartamento pelo AirBnB ou Booking.
O RQ Flat que fica próximo à estação de metro Tobalaba, está super bem localizado, próximos a restaurantes e baladas da Calle Suécia. O quarto e a cama são gigantes. Contam com cozinha e banheiro com água aquecida. Tem aquecedor, wi-fi e tv a cabo.

O flat fica ao lado do Restaurante Ligúria, um excelente lugar para se reenergizar após a viagem e que tem decorações parecidas com o nosso cordel.
Já o apartamento do AirBnB ou Booking fica a critério do leitor, entretanto, o editor desse blog ficou em um bem no centro da cidade, ao lado do Mercado Central e do Paseo Ahumada. A dona do apartamento, que se chama Vivian, pensa em vários mimos para agradar sua estadia, inclusive disponibiliza um telefone celular para que você possa se comunicar com ela, caso necessário.
O apartamento é menor que o flat, tem cozinha e banheiro com água aquecida, wi-fi e tv a cabo. O único pecado do apartamento é que na época o aquecedor estava danificado. Tenha certeza que isso já foi solucionado, caso vá ficar por lá. Para entrar em contato diretamente com ela use economicchileapartment@outlook.com ou +56 953884299.
Lembre-se que para entrar no Chile não é necessário o passaporte brasileiro, tampouco do visto chileno, porém você precisa da carteira de identidade brasileira em boas condições.
Ao andar pelas ruas de Santiago você vai perceber como a cidade é organizada e limpa, com povo educado e receptivo. A cidade contrasta arquitetura antiga com o novo.
No primeiro dia faça um passeio a pé pelo centro de Santiago, onde é possível conhecer vários lugares turísticos. As figuras de Salvador Allende e Pablo Neruda estão fixas pela cidade na forma de bustos.
O Palácio do Governo é um lugar imperdível, onde você pode ver a troca de armas, fazer uma visita interna e conhecer seu museu.
Visite ainda o Centro Cultural Palácio de la Moneda, o Acervo Nacional, torre de TV, o Correo Central, a Igreja de Nossa Senhora do Carmo (catedral da cidade), o Museo Histórico Nacional, a Universidade do Chile, a Universidade de Santiago e a Biblioteca Nacional, todos eles ficam bem próximos um ao outro.
Nesse dia visite o Mercado Central e almoce por la. Você vai perceber que o espaço e comandado pelo restaurante Donde Augusto e seus garçons insistentes. Caso não queria comer la, procure algum lugar mais tranquilo dentro do próprio mercado e peca frutos do mar.

Estando em Santiago, não deixe de ir a um Café con Piernas, os mais conhecidos são o Haiti e o Caribe, no Paseo Ahumada, centro da cidade. Nesse lugar as atendentes servem usando vestidos de lycra bem curtos, onde deixam à mostra não apenas as pernas. Não se trata de um bordel, o lugar realmente funciona assim e se tornou uma atração turística na cidade. Também não deixe de apreciar o Pisco Sour, um destilado de uva que é preparado com limão e açúcar e tem um sabor delicioso. Aproveite para comprar algumas garrafas, pois no Brasil não é fácil encontrar.
A tarde, um lugar fantástico de conhecer que fica plantado no meio da cidade é o Cerro Santa Lucia, um morro com 69 metros onde é possível ver Santiago de cima por praticamente todos os lados.
Logo na subida você vai se deparar com a Terraza Neptuno, cheio de fontes de água, sendo uma delas mágica.
Ao fundo também é possível ver as montanhas da cordilheira, que dá um ar muito característico a essa bela cidade.
Dentro do cerro existe um castelo chamado Castillo Hidalgo que funciona como espaço para festas. Uma das festas mais disputadas de la e a de ano novo.
A noite, visite a região da Calle Suécia com vários pubs e restaurantes. Uma boa pedida é o The Corner Pub Brannigan's.
Um site excelente para saber o que fazer nas noites de Santiago é o Carretes.
E um outro site excelente de uma comunidade de organiza festas para estrangeiros, sempre com um tema diferente, é o Miercoles Po'.
Para comprar ingressos para shows use o PuntoTicket.
No segundo dia vá finalmente ter contato com a neve. Pegue um transfer por uma agência chamada Ski Total, que pega você no hotel e depois te leva de volta. O passeio custa algo em torno de US 20.00 e cada transfer leva em torno de 1 hora a 1 hora e meia, depende do seu destino.
O lugar onde se localizam os centros de esqui mais próximos a Santiago se chama Los Farellones. Lá estão o El Colorado, que fica a 50 km (aproximadamente) de Santiago e, em seguida, o Valle Nevado, que fica a uns 20 km (aproximadamente) a mais.
El Colorado é um centro mais simples e mais barato. Lá é possível fazer aulas de esqui que são bem práticas e em menos de 1 hora você já está fazendo os fundamentos básicos: manobras para direita ou esquerda e como parar. As pistas, tipos de neve e formas de esquiar são classificados por normas internacionais.
A estação do Valle Nevado é mais ampla, com várias opções de pista e com um preço um pouco mais alto que do El Colorado. Em ambas as estações existem hotéis com pacotes com hospedagem e acesso às pistas inclusos.
Para quem está iniciando, o El Colorado parece ser mais conveniente, por ser mais perto e por ser mais barato, uma vez que você não aproveitará todos os recursos do Valle Nevado por ainda não saber esquiar. Você perceberá que primeira vez vai descer com muita dificuldade. A segunda cai menos. Na terceira já vai contar nas duas mãos a quantidade de quedas. E a partir daí as coisas vão acontecendo naturalmente e você vê que já está esquiando com um pouco de propriedade, para aquele tipo de pista, com aquele tipo de neve e com aquela inclinação. Mais difícil que esquiar é conseguir pegar o teleférico de pernas, que o leva até o alto da pista. Você se diverte vendo as pessoas levando inúmeros tombos e perdendo seus lugares na fila para tentar subir. E isso termina acontecendo com você também. Use e abuse das pistas chamadas Princesas!
Já o Valle Nevado é algo para pessoas com alguma proficiência. As pistas são mais longas e com mais inclinação. Existem aulas lá também, porém as pistas para iniciantes são poucas.
A infra-estrutura de teleféricos é bem melhor que no El Colorado.
A vista de cima da montanha é linda. Lembre-se que você estará a mais de 3.000 metros de altitude!
A noite, caso queria fazer um programinha cultural e mais leve, compre ingressos para um dos espetáculos do Teatro Municipal de Santiago, que fica próximo ao Cerro Santa Lucia.
Depois do espetáculo, vá comer bem no Ligúria da Tobalaba.
No terceiro dia, se você tem uma pegada aventureira e quer variar o esqui ou snowboard, vá até a região do Parque Natural Aguas de Ramon e faca uma de suas três trilhas.
A trilha do Salto Apoquindo é a maior e mais bonita. Acredite: o lugar tem uma vista irada tanto dos desfiladeiros para o rio que corre abaixo como das montanhas ao fundo cobertas de neve. E o fim de trilha vai levar você a uma cascata bem próxima a essas montanhas nevadas.
A vegetação ao longo da trilha junto com os animais que você vai encontrando compõem um cénario perfeito para uma aventura bem natural.
À noite, vale a pena sair na região da Bellavista, lugar bem movimentados em Santiago, onde se pode ir jantar, sentar num bar para beber e conversar ou ir a uma balada.
Um dos lugares mais disputados da região e o restaurante peruando Barandiaran, com pratos sensacionais e decoração muito pitoresca!
Na região existe uma especie de shopping center de bares e restaurantes que se chama Patio Bellavista. Chegando la, não deixe de ir no restaurante com musica ao vivo chamado Backstage Experience.
No quarto dia vá conhecer uma das inúmeras vinícolas próximas à capital, como a Concha y Toro, a Cousiño Macul ou a Santa Rita, todas localizadas no Vale do Maipu.
É possível comprar um passeio pela agência de turismo, mas também é possível chegar lá através de ônibus de linha ou de metrô.
As visitas devem ser agendadas com antecedência, então vale a pena mandar um email ou ligar confirmando.
A entrada custa pouco e você ganha uma taça para guardar como lembrança. A visita é guiada em grupos em inglês ou em espanhol. Você pode conhecer as instalações das vinícolas com seus casarões, a parte de produção, engarrafamento e armazenamento, as videiras com rosas nas extremidades para monitorar pragas e até o famoso Casillero del Diablo e sua lenda, no caso da Concha y Toro.
No final da visita existem lojinhas para comprar suas garrafas e aceitam cartão de crédito. Os preços são mais baratos que nas lojas da cidade. Você pode comprar para levar ou tomar ali mesmo, sentado confortavelmente em cadeiras de frente para um belo jardim, como no caso da Santa Rita.
Caso você não seja um aficionado por vinho e o motive da sua viagem tenha sido esse, sugiro que escolha apenas uma das vinícolas para visitar, pois os tours são bem parecidos.
A tarde, pegue um metro para a região da Bellavista e vá visitar o calmo Cerro San Cristobal. Para subir o cerro você pode ir de táxi, a pé ou usar um dos serviços de transporte, que oferecem um funicular ou um teleférico.
 La em cima você vai sentir uma paz de espirito inexplicável! Alem do ambiente ser muito tranquilo, a vista de cima de Santiago e da Cordilheira dos Andes e de arrepiar. Afinal de contas você estará a 863,94 metros acima do nível do mar.
No topo do cerro se encontrar o Santuario da Inmaculada Concepcion, onde são realizadas missas tanto na capela como ao ar livre.
A noite fique ali mesmo pelo Patio Bellavista e jante em um dos restaurantes sugeridos aqui no blog ou escolha um dos inúmeros que seja do tamanho do seu bolso.
Agora, se quiser mandar uma balada, visite nas região de Vitacura o Las Urracas, uma casa com vários ambientes, entre eles um bar, um espaço para eventos, um restaurante e a balada, que conta com pista e ambiente VIP.
No quinto dia aproveite para fazer um passeio mais leve e que considero pouco atrativo para Vina del Mar e Valparaíso.
Ou compre um pacote pelo ChileTours e vá visitar a região do Cajon del Maipo e conhecer o monumento natural El Morado, que fica no meio das montanhas da Cordilheira, junto ao glaciar San Francisco.
Espero que esse compilado sirva de referencia para uma boa experiencia na regiao de Santiago.
Uma boa viagem!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dicas de Viagem: Nagoya

Dicas de Viagem: Okinawa

Dicas de Viagem: Kansas City e Redondezas