Dicas de Viagem: Madri

A viagem foi realizada entre 1º a 4 de Março de 2014, durante o inverno europeu.

A passagem aérea foi via TAM, saindo de Guarulhos e indo diretamente para o aeroporto internacional de Madrid-Barajas.

A hospedagem foi no hotel NH Barajas, com diária de 48 euros, metrô na porta que garante acesso rápido ao centro de Madrid (em torno de 40 minutos), e uma vizinhança bem tranquila.

No dia da chegada, após acomodação no hotel, já tome aquela ducha pós-vôo e se arrume para não perder tempo. Caminhe um pouco até o final da rua e chegue até a estação de metrô El Capricho, que fica ao lado do parque com o mesmo nome. O preço da passagem é 2 euros.


Desça na estação Plaza de Sol, que fica na praça Puerta del Sol. É aqui o marco zero para todas as estradas da Espanha. E é aqui também que acontece a contagem regressiva para a comemoração da chegada de um novo ano. Caminhe pela calle Arenal e comece sua apreciação com a arquitetura madrileña. 


Caminhando por essa rua, entrando no pasadizo San Ginés, você vai encontrar a Chocolateria San Ginés. Um excelente lugar para se sentar e provar um delicioso churro com chocolate quente.


Após a parada, siga caminhando até a Plaza Mayor, lugar para apreciar o movimento dos transeuntes, sentado em uma das mesas dispostas do lado de fora dos restaurantes.


Existem dois restaurantes bem charmosos e vizinhos: o Hegar e o Liana. Aproveite para saborear um bom vinho espanhol e uma farta paella.


Nessa mesma praça, após o almoço, você pode tirar fotos das edificações e da estátua de Felipe III, que foi rei da Espanha e de Portugal em no fim do século 16.

Aproveite nas cercanias para visitar o Museo del Jamón, na calle Cava de San Miguel, especialistas em presuntos e enlatados. Dica matadora: prove o jamón serrano, muito conhecido e com um sabor inesquecível. Como o tempo é curto e a programação é intensa, escolha com carinho os lugares que você vai parar para relaxar e curtir.

Na mesma rua, visite o colorido e aromático Mercado de San Miguel, lugar ideal para comer as guloseimas ou canapés que são expostos nas vitrines e tomar um café ou degustar um vinho.


Caminhando pelas ruas de Madri é fácil perceber o símbolo da cidade: El Oso y el Madroño. O símbolo está por todos os lugares da cidade e o mais popular é a estátua em bronze que fica na Puerta del Sol. Esse símbolo representa as armas heráldicas de Madri.


Ao final da calle Mayor, ainda na mesma região, encontra-se a Catedral de la Almuneda, que fica em frente ao Palacio Real de Madrid, residência oficial do rei da Espanha, apesar do rei não viver mais lá. Esse é o maior palácio da Europa Ocidental. 


Ao lado do palácio você vai encontrar a bela Plaza de Oriente e em frente à fachada norte os verdes Jardines de Sabatini.

Andando no sentido da Plaza de Oriente, você vai encontrar o Teatro Real, palco de grandes espetáculos na capital do país. Verifique se há algum do seu interesse e já compre os tickets antecipadamente para a noite.


Nos arredores do teatro, procure pela calle Postigo de San Martin. Lá você vai encontrar a Chocolatería Valor, que também serve churros com chocolates sensacionais. Ficar na calçada sempre é a melhor opção para perder o olhar nos pequenos detalhes das pessoas que passam e como elas interagem com a cidade.


Após uma relaxada, agora é hora de pegar um metrô na estação Ópera e descer no Intercambiador de Príncipe Pio. Em seguida pegar outro metrô e descer na estação Santiago Bernabéu. Prepare-se para visitar um dos templos do futebol espanhol. Você pode fazer um tour no campo e vestiários ou, caso tenha sorte, comprar ingressos para um jogo do dia.


Outro lugar bem diferente para visitar é Madrid é a Plaza de Toros, onde acontecem as touradas. Para ir até lá, será necessário fazer baldeação na estação de metrô Alonso Martínez.


Caso tenha comprado ingressos para o Teatro Real, essa é a hora de retornar para lá antes de voltar para o hotel. O jantar pode ser em um dos restaurantes da redondeza.

No segundo dia, acorde cedinho para curtir o variado e saboroso café da manhã no hotel. Não deixe de saborear os melocotóns com iogurte por cima. Ah, e claro, prove as tortillas! Caso não encontre no hotel, pare no primeiro restaurante para comer quando estiver andando pela cidade.


Pegue um metrô em El Retiro até Ventas e depois até Banco de España.

Esse é um dia para curtir o incrível Museo del Prado e gastar algumas horas lá dentro, apreciando obras como: La Anunciación, El Jardín de las Delícias e Las Tres Gracias.

Quando cansar as pernas, delicie-se com guloseimas de chocolate e um saboroso expresso no Café Prado, dentro do museu.


Saindo do museu, bem próxima à entrada, fica uma bela capela de nome curioso chamada San Jeronimo El Real de Madrid.


Após a visita ao museu e à capela, aproveite para curtir as redondezas esverdeadas, como o Real Jardín Botanico e o Parque del Retiro.

Se ainda tiver tempo, não deixe de passar na Plaza de Cibeles, um dos lugares mais simbólicos de Madrid, marco que divide os bairros do Centro, Retiro e Salamanca. O lugar também é palco das comemorações dos torcedores do Real Madrid, quando algum título é conquistado.
Do lado da Plaza de Cibeles está a Plaza de la Independencia, com a conhecida Puerta de Alcalá.


Terminado o passeio pelo centro, hora de voltar para as bandas do hotel. Tem um restaurante bem bacana ao lado do hotel chamado La Bekada. Caso não queira almoçar lá e queira fazer um combo de almoço com compras de última hora, atravesse a avenida e vá até o shopping Plenilunio.

Barriga e bagagem cheias! É hora de voltar ao hotel para fazer checkout e partir para o vôo ou trem para um outro destino europeu.

Boa viagem!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dicas de Viagem: Nagoya

Dicas de Viagem: Okinawa

Dicas de Viagem: Kansas City e Redondezas