Dicas de Viagem: Fernando de Noronha

A viagem foi realizada em Novembro de 2012, durante a Primavera no hemisfério sul.

Sobre o Destino

Fernando de Noronha é um arquipélago vulcânico a cerca de 350 quilômetros da costa nordeste do Brasil. Seu nome é em função de sua maior ilha, um parque marinho nacional protegido e santuário ecológico com um litoral irregular e diversos ecossistemas. É conhecida pelas suas praias pouco desenvolvidas e por mergulho e snorkeling. Tartarugas marinhas, arraias, golfinhos e tubarões de recifes nadam em suas águas mornas e claras.
Fonte: GoogleMaps
O site Ilha de Noronha contém várias dicas sobre o arquipélago. Vale a pena conferir! 


Quando ir? A melhor época de ir é fora de Março a Julho que é o período de chuvas.

Visto

Se você não é brasileiro verifique a necessidade de visto através do Portal Consular do Itamaraty.

Como Chegar

Você pode encontrar passagens aéreas ida e volta saindo de Recife ou de Natal a partir de 450.00BRL pela Gol Linhas Aéreas ou pela Azul Linhas Aéreas e duram pouco mais que 2 horas. O melhor jeito de pesquisar passagens de múltiplas companhias é usando o site da Kiwi.

Ao chegar ao aeroporto de Fernando de Noronha você será solicitado a pagar a taxa de preservação ambiental em função do número de dias que você vai ficar hospedado na ilha. O valor gira em torno de 70.00BRL por noite por pessoa. Esse valor é válido por dia para até 30 dias, após 30 dias os valores aumentam bastante. A taxa pode ser paga pela internet no site do Governo do Estado de Pernambuco.

Antes de planejar seus passeios fique atento que desde 2012 também é cobrada uma taxa de preservação do parque nacional marinho no valor de 100.00BRL para Brasileiros e 200.00BRL para estrangeiros. Esse valor é pago uma única vez e válido por 10 dias. Essa taxa também pode ser paga pela internet no site do Parnanoronha.

Se quiser contato para aluguel de buggy procure por Sr. Luizinho, que tem o valor mais barato da ilha para aluguel. O mais barato mesmo! Caso não queira alugar, ele pode ficar de taxista para você. Ele leva e vai buscar no horário marcado (pontualmente) e não explora como o resto dos taxistas da ilha.

Acomodação

A viagem para Noronha é fácil e rápida para planejar, mesmo porque não existem muitas opções de companhias aéreas e hotéis. Mesmo assim, faça várias cotações com agências e diretamente com as próprias pousadas. As agências eventualmente vão oferecer pacotes com valores melhores que as pousadas.

Uma agência do Recife que oferece pacotes bem em conta se chama Luck Receptivo e tem mais de 50 anos no mercado. O atendimento na agência é simpático e atencioso.

Outra opção é fazer a busca e reserva diretamente pelo Booking, que sempre oferece alternativas com desconto.

Um pacote na pousada Estrela do Mar, uma das melhores da ilha, saiu por 370.00BRL, a diária. E ainda foi possível dividir em 4 vezes (entrada mais 3 parcelas) pela Luck Receptivo.

A Estrela do Mar tem bangalôs sensacionais, com vista para 3 praias (mar de fora), a cabeceira da pista do aeroporto e o açude Xaréu. Esse lance de bangalô dá uma privacidade muito legal. Os quartos são super limpos, tem tv tela plana, ar condicionado funciona perfeitamente, chuveiro com água quente (elétrica ou ecológica) e o café da manhã é muito farto. Tem uma rede na varanda que dá para descansar depois de um dia inteiro de mergulho, antes de sair para jantar.

O atendimento da pousada não falha em nada, e tudo o que é requisitado foi prontamente atendido. A proprietária se chama Rita, uma potiguar muito simpática. Sua funcionária se chama Régia. As duas são muito solícitas. É uma pousada encantadora!

Outra pousada com bom custo benefício é a Lua Bela, mais nova e com acomodações muito confortáveis, dando a sensação que você está em casa.

Primeiro Dia

Após chegada à ilha e fazer pagamento de todas as taxas de preservação, caso ainda não tenha pago pela internet, pegue um transfer para a pousada que você está hospedado.

Você vai notar que tudo na ilha é muito caro, portanto uma das primeiras dicas é que na Vila dos Remédios, na rua da Pousada Tubarão, existe um mini mercado chamado Mercadinho e Padaria Breakfast, que vende muita coisa a um preço não abusivo: biscoitos, salgadinhos, pão, cerveja. Excelente para guardar com você caso queira comprar lanches rápidos. Aceitam cartões de crédito, inclusive vale alimentação.

Para almoço você pode visitar o Villa's Café, na Vila dos Remédios: o dono fez mecânica na antiga Escola Técnica Federal de Pernambuco - ETFPE, mas desistiu e fez um curso de gastronomia. Prepara uma das saladas mais gostosas e vistosas da ilha, com hortaliças e frutas colhidas na hora no seu próprio pomar/horta. Aceita cartão de crédito. Pratos a partir de 40.00BRL para duas pessoas. Contato: +55 81  3619 0237.

Se já quiser agendar um mergulho contrate os profissionais da Noronha Divers, que tem bons equipamentos e a saída mergulho sai por 200.00BRL no cartão de crédito.

Nesse primeiro dia, caso já esteja na pilha de curtir uma praia a sugestão é ficar ali na Vila mesmo, curtindo as praias do Cachorro e da Conceição.

    À noite visite o famoso Bar do Cachorro para jantar por lá e curtir música ao vivo, o bar só fecha às terças e tem forró nas segundas, quartas e sextas.

    Segundo Dia

    O segundo dia você pode usar para ir visitar a praia Sueste após o café da manhã. 

    Caso você não tenha snorkel, é possível alugar o equipamento completo (máscara + snorkel + nadadeiras + colete) por aproximadamente 15.00BRL na "Tia Marluce", uma barraca que fica localizada na própria praia. Lá os cartões de crédito não são aceitos.

    No mar da praia Sueste você vai encontrar muitas tartarugas marinhas e alguns tubarões. Sempre é válido lembrar do cuidado de não mexer ou assustar nenhum animal marinho.
    Nessa noite você pode jantar no restaurante Du Chef, que também fica na Vila dos Remédios: tem uma aparência muito bonitinha, o chef também vem atender na mesa, a cerveja de lá é estupidamente gelada e os pratos são bem requintados com preços bem justos. O menu é vasto e à base de camarão. Pratos individuais a partir de 26.00BRL. O contato de lá é +55 81 98766 0751

      Terceiro Dia

      Dia de acordar bem cedo, pegar o buggy alugado e ir muito cedo (antes das 5:00am) à Baía dos Golfinhos, para ver o show dos golfinhos rotadores ao amanhecer.

      Depois volte ao hotel para tomar seu café da manhã e depois partir para pegar um barco para fazer um pelo mar de dentro até as ilhotas perto do porto e depois até o morro Dois Irmãos e a fenda que parece com a África. Esse passeio também faz uma parada na paradisíaca praia do Sancho para snorkel.
      À noite não deixe de visitar uma das atrações mais famosas da ilha: o Festival Gastronômico da pousada Zé Maria que acontece todas as quartas e sábados: com 40 variedades de pratos típicos e mais 15 variedades de sobremesas. Chega a ser um ponto turístico da ilha. 

      Tem que marcar com antecedência senão não consegue vaga. A apresentação dos pratos é fantástica e não acaba nunca. Muita coisa à base de camarão também. Não deixe de comer o camarão no jerimum (abóbora). 

      Aproveitem e já que vai gastar bastante nessa noite e peça uma boa garrafa de vinho. Aceitam cartão de crédito e o valor é aproximadamente 100.00BRL por pessoa. 

        Quarto Dia

        Dia de fazer um passeio chamado Ilhatur, que faz umas mini trilhas por muitas praias na ilha e no final do dia vai dar uma sacada no pôr-do-sol na praia do Boldró, com o visual mais lindo que você já viu. Esse é o passeio ideal caso você não conheça a ilha ainda, porque dá uma noção geográfica muito boa. O passeio dura o dia inteiro, algo como 8 horas, e o valor fica em torno de 230.00BRL por pessoa.




        Se ainda tiver energia, depois de um desses passeios que você retorna pelo porto da ilha, dê um tempo até o final da tarde para acompanhar a alimentação dos tubarões com resto de peixes jogados pelos funcionários das peixarias da ilha.

        Dicas Extras

        Não feche passeios pela internet, costumam ser mais caros. Também não feche passeios assim que chegar na ilha, quando costumam te levar nas Operadora Águas Claras e ficam fazendo pressão para você fechar e agendar os passeios.

        Não coma no restaurante do Hotel Dolphin. Péssima comida e péssimo atendimento.

        E pechinche! Pernambucanos adoram negociar!



        Faça uma boa viagem!

        Receba roteiros incríveis do Blog do Papito



        Comentários

        Postagens mais visitadas deste blog

        Dicas de Viagem: Nagoya

        Dicas de Viagem: Okinawa

        Dicas de Viagem: Kansas City e Redondezas