Dicas de Viagem: Buenos Aires


Atualizado em 30/09/2018

Viagem de 4 dias e 3 noites realizada entre 04/09/2010 a 07/09/2010, durante o inverno no hemisfério sul.

Sobre o Destino

Buenos Aires é a grande capital cosmopolita da Argentina. Seu centro é a Plaza de Mayo, ladeada por imponentes edifícios do século XIX, incluindo a Casa Rosada, o icônico palácio presidencial com varandas.

Outras grandes atrações incluem o Teatro Colón, uma grande ópera de 1908 com quase 2.500 lugares e o moderno museu MALBA, exibindo arte latino-americana.

Visto


Brasileiros não precisam de visto para viagens de turismo de ate 90 dias e podem apresentar apenas a carteira de identidade. 
Caso você não seja brasileiro então deverá consultar o site da Imigração da Argentina para saber se precisa.

Como Chegar

Voo saindo de São Paulo no valor de 167.00USD (sem taxas) e com duração de aproximadamente 3 horas pela Gol Linhas Aéreas ou pela LATAM. A taxa de embarque argentina (29.00USD) já é paga junto com a tarifa aérea (no passado não era assim).

A chegada é ao aeroporto internacional Ezeiza, que fica a 35 km da capital federal.

Após fazer free shop e pegar as malas, trocar moeda no posto interno do Banco de la Nación Argentina, que tem o melhor câmbio. Caso queira esperar um pouco, no centro a cotação é melhor que no aeroporto. Além disso você pode levar Reais Brasileiros sem problemas.

Após isso, ir ao stand da Manuel Tienda León e comprar uma passagem de ônibus para a acomodação (8.00USD por pessoa). Há um ônibus que leva até um terminal no Retiro e lá existem vans que distribuem as pessoas pela capital, separadas por destino.

O Uber também já estão bem estabelecidos em Buenos Aires. Você precisa apenas do aplicativo e de uma conexão com a internet.

Se você está acompanhado e seu tempo é precioso, vale a pena dividir um táxi que custa 30.00USD e é muito mais rápido e confortável.

Onde Ficar

Existem várias opções de acomodação em Buenos Aires. Tudo vai depender do que é requisito para você e do seu budget.

Uma ainda não explorada pelo blog foi ficar hospedado na região de Palermo, por ter uma vida noturna bem ativa. Depois de um dia cansativo de passeios, você não precisaria pegar táxis, subtés ou Uber para ir e voltar do jantar ou da balada.

Uma opção de hostel é o Hostel Suítes Florida, um dos hostels mais disputados de Bs As. Se quiser ficar hospedado nele, faça sua reserva com uma boa antecedência. O hostel tem boa aparência externa, tem um restaurante sob ele que promove várias festas e passeios, e está localizado no coração de Buenos Aires. Diárias a partir de 36.00USD por casal com café da manhã.

Um hotel com um pouco mais de conforto é o NH Hotels, com várias unidades espalhadas pela cidade. Diárias a partir de 195.00USD por casal com café da manhã.

Outra opção é o Hostel Tango fica na calle Chacabuco 747, em San Telmo. Bem localizado, perto da feirinha de San Telmo e a algumas quadras da Plaza de Mayo, além de ficar bem pertinho do Puerto Madero também. Ao lado do hostel existem restaurantes, boliches, mercados e uma estação de metrô.

O hostel é muito simples. Tem dormitórios e quartos privados com banheiro para solteiros ou casais. Os quartos são limpos, alguns recentemente reformados, tem aquecedor, com água quente no banheiro e também outro aquecedor. Toalhas de rosto, banho e chão podem ser solicitadas na recepção. Existem uma cozinha compartilhada e uma sala de convivência. A internet é grátis, porém os computadores que ficam disponíveis estão sempre ocupados. Diárias a partir de 36.00USD por casal com café da manhã.

Primeiro Dia

No primeiro dia a dica é começar pela parte sul da cidade. Para ir ao bairro La Boca pode-se pegar um Uber. Recomenda-se ir à La Boca num dia que não tenha jogo do Boca Juniors, pois comprar ingressos na hora é impossível e, portanto, não há como entrar no estádio.
Após visitar o estádio, que custa 6.00USD a visita por pessoa dependendo do pacote que você escolher, caminhe até o Caminito e conheça a beleza cultural dessa região. Aproveite para comer doces deliciosos na Panaderia San Nicolas. Outra coisa que pode ser feita e economizar uma grana é sentar em um dos restaurantes com apresentação de tango, onde se pode tomar um vinho a um bom preço e, ao mesmo tempo, ouvir os músicos tocando ao seu lado um autêntico tango porteño e milongas, com os bailarinos dançando com toda a emoção da música.

O La Barrica tem um ambiente interno agradável, bom atendimento e músicos bem atenciosos, que perguntam sua origem e se tem algum tango em especial de sua preferência.
Se quiser fazer compras, existem lojinhas fora do Caminito que vendem souvenirs bem mais baratos que no lugares turísticos e essas lojas aceitam cartão de crédito. A El Aguante fica na calle Olavarria, 551.

À noite, chegue cedo para jantar no Siga la Vaca, no Puerto Madero. A refeição custa a partir de 16.00USD por pessoa e estão inclusos a entrada, o prato principal, a bebida e a sobremesa. Vale muito a pena! Dá para ir até lá caminhando desde o lugar de hospedagem, descendo a avenida Independencia, passe pelo lado da Facultad de Ingenieria, atravesse mais duas avenidas e voilà!

Existem inúmeras opções de restaurantes no Puerto Madero. Logo perto do Siga existe um chamado Fredy, que tem parrillada para duas pessoas por 7.00USD com uma garrafa de vinho inclusa.

Depois de comer, caminhe pelo Puerto Madero e aprecie a vista do rio, com a Puente de la Mujer ao fundo. O estilo da ponte é baseado num casal dançando tango, onde o mastro vertical significa o homem, e a parte horizontal seria a mulher sendo segurada pelos braços dele.
Um bom lugar para se divertir no Puerto Madero é o Asia de Cuba, bem conhecido entre os porteños e brasileiros. Chegue cedo, a fila costuma ir até a esquina do quarteirão.

Segundo Dia

No segundo dia, acordar e ir direto na feirinha de San Telmo, que são umas 4 quadras do hostel. Antes disso, passar em uma panaderia na Independencia. Essa região de San Telmo é cheia de lugares para visitar.

Pela avenida Independencia, entrando na calle Defensa você vai direto na Plaza Dorrego. As ruas são cheias de ambulantes e artistas locais. Todas as lojas estão abertas e existem turistas, atualmente a maioria são brasileiros, por todos os lados.

Vale a pena fazer uma visita nas lojas de antiguidades, apesar de seus proprietários não permitir tirar fotos lá dentro. Na feirinha, também é possível ver um show de tango no meio da rua. Clima bem interessante.
Próximo à plaza Dorrego, fica a igreja de San Pedro Telmo, que fica aberta ao público e realiza missas normalmente aos domingos.

Se quiser fazer compras, roupas de couro muito baratas podem ser encontrada no Almacen de Cueros, que o dono é um atencioso e simpático senhor chamado Júlio. A galera fica próxima à Plaza Dorrega, na calle Defensa, 1066. A tienda Almacén de Cueros está no loc 1 e 2. As roupas de couro aqui são mais baratas que na Florida. Na mesma galeria é possível comprar ponchos bonitos na Asís Regionales, loc 23.

Não esqueça de tomar um delicioso sorvete de dulce de leche na Freddo!

Pelo meio da rua pode-se compras imãs, canecas, roupas, placas e muitas outras artesanias.
Se já bater a fome existem algumas opções para comer por ali. Se quiser economizar, corra na McDonald's em frente à Facultad de Ingeniería, no Paseo Colón, caso contrário, se quiser gastar, você pode ao famoso El Viejo Almacén, que fica na Independencia com a calle Balcarce.

Depois de comer, você pode percorrer toda a Defensa para o outro lado, passando por inúmeros ambulantes (livros nessa rua valem muito a pena comprar), até chegar à Plaza de Mayo.

Lembre-se: as visitas guiadas ao interior da Casa Rosada só acontecem nos fins de semana. E são gratuitas. E pode tirar várias fotos.

Chegando à Plaza de Mayo, pode-se ver a Casa Rosada, o Banco de la Nación Argentina, o Cabildo e a Catedral Metropolitana.
Dentro da Casa Rosada é possível ver algumas salas de reuniões, o jardim interno, a sala de despacho do presidente em exercício e muito luxo.
Abaixo da Casa Rosada existe um Museo de la Casa Rosada, com visitas guiadas agendadas.

Depois da Casa Rosada, dá para ir caminhando até a Catedral Metropolitana.

Ainda naquela região, dando uma caminhada de 1 km (15 minutos) é possível cruzar a Plaza de la República, tirar algumas fotos no Obelisco, e atravessar a Avenida 9 de Julio para chegar ao Teatro Colón, onde se pode assistir a algum concerto ou espetáculo de ballet. Os ingressos devem ser comprados previamente. Se chegar em cima da hora você corre o sério risco de encontrar a bilheteria fechada.
Após o espetáculo, volte caminhando por mais 1 km e vá tomar um delicioso chocolate quente com churro no Café Tortoni, um tradicional café de Bs As que era frequentado por artistas e políticos no passado. No Tortoni também são apresentados espetáculos de tango. Os ingressos também devem ser comprados previamente.

Se ainda sobrar tempo, a calle Florida fica com suas lojas abertas até 20h00. 
Em duas quadras do Tortoni você chega nela e pode ver o movimento da rua. Indo até o final da rua, chegando no monumento del Libertador José de San Martín, pegue a direita e ande duas quadras para chegar até o Kilkenny Irish Pub, um pub bem movimentado da cidade que tem happy hours das 12h00 às 19h00. 

No bairro do Retiro existem vários bares e restaurantes. Aproveite para comer em frente ao Kilkenny, num restaurante chamado El Salmon

Nao deixe de provar as deliciosas empanadas de vários sabores ao custo de menos de 1.00USD cada uma.

Uma sugestão para a balada dessa noite é a elegante Jet Lounge ou a diversificada Terrazas del Este ou a básica Uniclub.

Terceiro Dia

A proposta do terceiro é mais tranquila. 

Pegue um subté na estação Independencia, a passagem custa algo como 0.63USD e vá até a estação Plaza Italia.

Descendo da estação, logo em frente você vai encontrar o EcoParque (antigamente essa região abrigava o zoo de Buenos Aires).

Saindo do zoo, logo ao lado, você pode caminhar por dentro do Jardín Botánico. A entrada é gratuita e existem várias plantas e flores belíssimas lá dentro.

Na mesma região fica o Jardín Japonés, por trás do zoo, que é cheio de atividades culturais e de saúde.

Não deixe de visitar o MALBA - Museo de Arte Latinoamericano de Buenos Aires, onde é possível ver obras de grandes artistas latino-americanos, como Frida Kahlo e Tarsila do Amaral, entre outros. O MALBA fica na avenida Presidente Figueroa Alcorta.


Após essas visitas, vá caminhar pelas ruas do bairro de Palermo e comer docinhos numa panaderia. O bairro é uma delícia para caminhar, bem calmo e diferente das ruas movimentadas do centro.

Pare em algum restaurante na rua para almoçar e tomar uma Quilmes bem geladinha.


Em Palermo, caso queira fazer compras, existe um shopping chamado Alcorta, que fica ao lado do MALBA.

Aproveite ainda as ruas de Palermo para encontrar alguma vinoteca bacana e trazer rótulos recomendados, como na coluna da sommelier Amanda Loyo.

Aos sábados e domingos, na Plazoleta Julio Cortazár, existe uma feira Honduras muito frequentada por turistas e porteños, porém um pouco distante dos pontos acima.

Para a tarde, pegue um táxi até a Recoleta e parar primeiramente na
 Floralis Generica, uma obra de arte bem interessante. O alumínio da flor foi doado pela Lockheed Martin e a execução é do artista argentino Eduardo Catalano. Todos os dias, às 8h00 a flor se abre e, ao longo do ano e dependendo da estação, ela se fecha ao acaso. Em caso de vento forte ela também se fecha, por causa de seus mecanismos de proteção. 

Em frente à Floraris Genérica está o Museo de Bellas Artes de Buenos Aires, que contém obras de artistas renomados do mundo inteiro.

Por trás do Bellas Artes está o Buenos Aires Design Center e o Cementério de la Recoleta, onde fica o túmulo da  Eva Perón e oferece visitas guiadas em espanhol aos fins de semana.

Em frente ao cemitério, existem vários bares e restaurantes, com cadeiras e protetores de sol ao longo do calçadão. O Clark's tem almoço ou jantar a partir de 10.00USD (entrada + prato principal + sobremesa). Experimente o corte vacio, que é uma carne alta e macia. Tem uma sorveteria Freddo no calçadão também.


Outra opção na mesma região é o bem cotado e barato El Sanjuanino.

Pegue um táxi para Plaza San Martín e pegue o comecinho da calle Florida. Aproveite o resto do dia para fazer compras. As lojas Falabella (magazine), Johnson (roupas) e MusiMundo (música e eletrônicos) são ótimas para encontrar barganhas.

Aproveite para para num Havanna Café e comer um alfajor e tomar um café.

À noite, volte para a região Palermo Hollywood, que tem várias opções de restaurantes com música ao vivo.

O Thelonius é o mais famoso club de jazz da cidade (o Velma Café, que também era muito bom, fechou suas portas em 2016).

Quarto Dia

No quarto dia, pode-se optar por fazer um passeio pelo Delta do Tigre (ou Delta do Paraná), que fica a 28 km de Buenos Aires, ou conhecer o zoo de Luján. Ambos tomarão praticamente um dia inteiro.

Para chegar ao Delta do Tigre recomendo tomar o Tren de la Costa na estação Maipú, que é um trem turístico que margeia o rio da Prata e que passa por vários lugares bonitos.

Para pegar o trem, partindo da estação central Retiro em Buenos Aires, deve-se descer na estação Bartolomé Mitre e atravessar para a estação Maipu.

Durante o trajeto de trem à Tigre, há várias lugares para conhecer pelas estações.

Para chegar ao zoo de Luján deve-se tomar um trem no Retiro e seguir até a cidade de Luján. A viagem dura entre 1h40 e 2h00.

Retornando à Buenos Aires, passe em um mercado para compras finais como:
- doce de leite (o da marca Sancor é uma delícia);
- vinhos bons e a preços módicos (Trapiche Finca Ambrosía Malbec, Norton Lote Negro e Norton Finca Perdriel);
- biscoitos;
- alfajores.

Existe uma casa de vinhos chamada Ruffino. O atendimento é muito bom e eles promovem degustações. O endereço é calle Chacabuco com Chile, San Telmo. O telefone de lá é +54 11 4362 2592.


Táxi para o aeroporto custa em torno do mesmo valor de chegada e leva 40 minutos, caso contrário, deve-se agendar com um dia de antecedência o horário que a van do Manuel Tienda León vai pegar na sua acomodação.

Existe um serviço de vans do hostel para o aeroporto chamado Hostel Shuttle que cobra algo parecido com os acima.


Estando em Buenos Aires não deixe de visitar Montevideo, que fica bem pertinho.

Dicas Extras

Dicas de baladas: Agenda de Salidas Vuenos Airez
Mapa do metrô: Subté Argentina
Táxi City: +54 11 4585 5544

Faça uma boa viagem!


Receba roteiros incríveis do Blog do Papito



Comentários

  1. Papito,eu nem lhe conheço mas pesquisando por imagens em "PORTO MADERO", para um futura viagem à Buenos Aires, adorei ter encontrado o seu blog...Você realmente soube passar todas as dicas pro pessoal que vai dar uma espiada por lá e eu e meu marido com certeza estaremos nessa.Meu nome é ERIKA RIBEIRO e sou de Recife- PE.(erikaribeiro23@hotmail.com).Adoraria receber coisas boas de suas andanças e experiência por esse mundo afora no meu email .Um forte abraço.
    ERIKA, 15/04/2011.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Erika! Para acompanhar o blog há um link no topo da página chamado "Seguir". Basta clicar nele para que você acompanhe todas as postagens daqui do blog. Uma boa viagem!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Dicas de Viagem: Okinawa

Dicas de Viagem: Nagoya

Dicas de Viagem: Kansas City e Redondezas